O que é a telemetria de máquinas agrícolas e por que deve ser usada?

Por Equipe FieldView™

Jan 19, 2022

Tecnologia coleta e compartilha remotamente dados dos equipamentos e das operações no campo, facilitando a gestão agrícola

 

Produtora acompanha pela tela do tablet dados da operação de colheita do trigo

Produtora acompanha pela tela do tablet dados da operação de colheita do trigo

 

+ Sem tempo de ler o texto todo? Confira os principais destaques!

A telemetria de máquinas agrícolas realiza a coleta e o compartilhamento de dados no campo, que são enviados remotamente para o agricultor. Desta forma, ele pode fazer o monitoramento e o diagnóstico da lavoura e das operações realizadas.

Para isso, são instalados sensores e rastreadores no maquinário da fazenda, como tratores, adubadores, pulverizadores, plantadeiras e colheitadeiras, entre outros.

Assim, o produtor pode reduzir custos, prevenir problemas mecânicos, adotar medidas mais assertivas no manejo, otimizar a gestão do maquinário, aumentar a disponibilidade e vida útil dos equipamentos e, consequentemente, melhorar a rentabilidade da fazenda.

Boa leitura!

+++

Índice de Conteúdo

O que é telemetria na agricultura?

O que é telemetria de máquinas agrícolas?

Como a telemetria coleta e processa dados da lavoura?

Quais são os benefícios do uso da telemetria de máquinas agrícolas?

Na agricultura moderna, as máquinas são cruciais para o sucesso do cultivo da lavoura. Uma mesma propriedade utiliza inúmeros destes equipamentos, que podem ser de diferentes modelos e desempenham várias funções, como plantio, colheita e pulverização.

E a tecnologia no campo deu um salto com o surgimento da telemetria de máquinas agrícolas. Definido como um sistema integrado de gestão e monitoramento do maquinário, esse recurso coleta e compartilha dados dos equipamentos com o agricultor.

A telemetria na agricultura ganhou um novo impulso com o surgimento da  agricultura digital, que abriu uma infinidade de possibilidades no campo, como a rastreabilidade dos equipamentos, o acompanhamento remoto das máquinas e a gestão em tempo real das operações. 

A sintonia entre essas tecnologias está revolucionando o agro. Para entender melhor essas mudanças que ocorrem no campo, é importante conhecer o conceito de telemetria e como elas podem ajudar o agricultor a melhorar sua produtividade.

 

+ ASSISTA O EP. 4 DA SÉRIE HISTÓRIAS DE SUCESSO: Transformando dados em produtividade

 

O que é telemetria na agricultura?

Telemetria é o termo utilizado para se referir às tecnologias que permitem a coleta e o compartilhamento de dados dos equipamentos que realizam operações no campo. 

Em geral, quando utilizada na agricultura, essa tecnologia é aplicada em máquinas, veículos, entre outros equipamentos que podem ser controlados remotamente.

Na prática, a telemetria desempenha o papel de um sistema de integração, que permite o monitoramento e a transmissão destes dados por meio da internet. 

Assim, essas informações podem ser armazenadas em nuvem e transmitidas em tempo real para o escritório da fazenda. Assim, o produtor pode fazer o monitoramento e o diagnóstico mais completo das operações que estão sendo realizadas.

Por exemplo, durante a colheita da lavoura de soja, a telemetria da colheitadeira emite um código de erro que corresponde a um problema no filtro de combustível da máquina. Essa informação é enviada para a concessionária e para o centro de operações agrícolas da fazenda.

Logo após analisarem esse dado, entram em contato com o operador da máquina, indicando que o filtro tem que ser trocado imediatamente. 

Para que a telemetria possa ser usada de forma eficiente no dia a dia da lavoura, as máquinas agrícolas devem ser adaptadas para essa função, como explicamos a seguir.

 

Produtor acompanha operação pelo tablet

Quando as máquinas realizam diferentes operações no campo, a telemetria coleta dados, que podem ser visualizados remotamente pelo agricultor

 

O que é telemetria de máquinas agrícolas?

A telemetria de máquinas agrícolas é o conjunto de tecnologias utilizado para monitorar as operações realizadas pelas máquinas da fazenda, coletando, armazenando e transmitindo remotamente estes dados.

Essas informações podem ser coletadas por diferentes equipamentos, como tratores, adubadores, pulverizadores, plantadeiras e colheitadeiras, entre outros.

Para isso, são instalados sensores e outros dispositivos no maquinário, que permitem, por exemplo, a identificação da (o):

  • Velocidade de deslocamento, 
  • Consumo de combustível
  • Altitude,
  • Distância percorrida,
  • Localização e trajeto,
  • Temperatura e rotação do motor, entre outras informações.

Dessa forma, é possível detectar irregularidades no funcionamento das máquinas com antecedência ou durante a própria operação, evitando problemas causados pelo seu mau funcionamento.

Os sensores instalados no maquinário coletam não apenas dados sobre as máquinas agrícolas para a realização de análises telemétricas. Também são coletados dados agronômicos, como a quantidade de sementes que caiu na linha de plantio ou a distribuição de sementes numa área.

No entanto, alguns dados coletados sobre a máquina também têm interesse agronômico. É o caso da velocidade da operação, que pode interferir na qualidade do plantio, da colheita ou da pulverização, por exemplo.

 

Nova call to action

 

Existem dispositivos que coletam todas as informações geradas em uma operação: tanto os dados da máquina, como os agronômicos. É o caso do FieldViewTM Drive, dispositivo da plataforma de agricultura digital Climate FieldViewTM, da Bayer

O Drive faz a leitura dos dados do equipamento e dos agronômicos, e os envia para a nuvem de dados através da conexão de internet. Assim, eles são compartilhados por telemetria com o agricultor, que os visualiza na sala de controle da fazenda ou em qualquer outro dispositivo que tenha acesso à nuvem. 

Destes dados, aqueles que são especificamente de interesse agrícola são utilizados pelo Drive para gerar mapas e relatórios e servem de base para o produtor tomar decisões assertivas na gestão da lavoura.

 

+ CONFIRA: planos e preços da Climate FieldViewTM

Como a telemetria coleta e processa dados da lavoura?

Para que a telemetria possa coletar, armazenar e transmitir os dados dos talhões, os  equipamentos são conectados a diferentes sensores, rastreadores, capacitores e ao Sistema de Gerenciamento Global (GPS), além de usar recursos oferecidos pela Internet das Coisas (IoT).

Grande impulso para o desenvolvimento desta tecnologia tem sido a incorporação da Inteligência Artificial, que confere à telemetria maior poder de monitoramento das máquinas e das operações que realizam no campo.

Com isso, esta tecnologia passou a ser uma das ferramentas mais importantes da Agricultura de Precisão, uma vez que aumenta a capacidade do produtor obter informações seguras e exatas sobre o trabalho que as máquinas realizam na safra.

 

+ SAIBA MAIS: Algoritmos na agricultura: o que são e como são usados?

 

Além de sensores e rastreadores, o agricultor pode escolher outros recursos de monitoramento e telemetria. Dentre elas, é possível citar o uso de tecnologias intrusivas e aquelas que já são instaladas na máquina pelo fabricante.

No entanto, para ter acesso aos benefícios desse sistema, o agricultor precisa investir num software de gestão agrícola compatível com o maquinário, adquirir as tecnologias da telemetria, como sensores, e ter uma boa conexão de internet.

Caso essa conectividade tenha muitas falhas, ele pode optar por programas e aplicativos para agricultura que também funcionam offline.

 

A IA aumenta a capacidade de processamento e análise dos dados gerados durante as operações no campo

A Inteligência Artificial aumenta a capacidade de processamento e análise dos dados gerados durante as operações no campo

Quais são os benefícios do uso da telemetria de máquinas agrícolas?

Na prática, a telemetria de máquinas agrícolas basicamente viabiliza o monitoramento eficiente das operações executadas por diferentes equipamentos. Mas esse não é seu único benefício. Confira outras vantagens dessa tecnologia.

 

A telemetria permite diagnosticar problemas no maquinário e corrigi-los antes que eles provoquem perdas, evitando desperdício de tempo, retrabalho, uso exagerado de insumos e melhorando a eficiência da operação realizada pelo equipamento. 

Isso é possível porque a tecnologia dispõe de recursos que permitem visualizar os dados da máquina e seu desempenho em determinada intervenção. 

Além de facilitar o diagnóstico de problemas e aumentar a disponibilidade e vida útil dos equipamentos, é possível utilizar as informações coletadas para criar planos de manutenção das máquinas agrícolas.

 

A telemetria não apenas coleta dados das operações, como também faz o seu processamento com exatidão e rapidez, além de realizar cálculos e comparações. Tudo isso de forma automatizada.

Assim, o sistema fornece informações mais seguras e com agilidade, apoiando o produtor nas decisões tomadas durante a safra. Além disso, os operadores das máquinas recebem dados que permitem conduzir os equipamentos com maior eficiência.

 

+ LEIA MAIS: Maquinário agrícola: como gerenciar com o auxílio da tecnologia

 

Os recursos da telemetria permitem que o produtor faça o gerenciamento completo do maquinário agrícola.

Isso é possível porque o sistema envia os dados coletados de todas as máquinas para uma mesma plataforma digital, como a Climate FieldViewTM - independente das operações realizadas e da localização de cada equipamento.

Pela telemetria, o produtor pode acessar essas informações em qualquer lugar e a qualquer momento, o que facilita o acompanhamento da lavoura e a gestão das operações e da frota agrícola.

 

produtor acompanha a qualidade da colheita remotamente

Colheitadeira faz a colheita da soja: com tranquilidade, sojicultor acompanha no campo a operação, ao mesmo tempo em que recebe dados do processo pelo tablet

 

  • Melhora o desempenho da lavoura

Todos os benefícios citados anteriormente contribuem para a melhora do desempenho das operações agrícolas e, consequentemente, para o aumento da rentabilidade

Além disso, as informações coletadas permanecem armazenadas em nuvem ou em algum dispositivo eletrônico. Por isso, podem ser acessadas e analisadas a qualquer momento pelo produtor. 

Desta forma, ele pode embasar o planejamento da próxima safra, inclusive comparando os dados das operações realizadas com informações coletadas em anos anteriores.

Gostou do conteúdo? Confira inúmeras novidades da agricultura digital no blog da Climate FieldViewTM.

 

+ Acompanhe mais sobre este assunto nos artigos:

 

Quer ficar por dentro do que a agricultura digital pode fazer por você?

Nova call to action

Compartilhar:
Curtiu nosso conteúdo?