Mapas interativos da Agricultura Digital: tudo sobre esta cadeia colaborativa de dados

Por Equipe FieldView™

Jul 22, 2021

Esses mapas fornecem volumes de dados que permitem maior cobertura na lavoura, de modo a garantir que o produtor tome decisões mais assertivas

Máquinas fazem a colheita da sojaMáquinas agrícolas realizam a colheita da soja no interior do estado do Mato Grosso: ferramentas digitais fazem o mapeamento de diferentes operações no campo

 

A agricultura tem passado por várias transformações ao longo do tempo. À medida que tecnologias foram sendo agregadas às sementes, defensivos, solo e maquinários, produtores puderam aperfeiçoar suas técnicas de cultivo, com o objetivo de disponibilizar alimentos de qualidade e em quantidade suficiente a toda população.

Mas para assegurar que o agronegócio brasileiro continue sendo uma das grandes potências mundiais, o agricultor precisa ficar de olho em toda e qualquer ferramenta que o apoie a minimizar os riscos de perda de produtividade, bem como a ser mais sustentável.

Visando aumentar a performance da produção, utilizar dados e recursos digitais como aliados na hora de tomar decisões tornam-se premissas fundamentais para a produzir mais e melhor, e, para isto, os mapas interativos ganham destaque no apoio ao homem do campo.

 

Sojicultor acompanha dados da lavoura pelo tabletSojicultor acompanha dados da lavoura pelo tablet

 

O que é um mapa interativo?

É um representação gráfica criada a partir de camadas de dados, que tem por objetivo principal fornecer compreensão e promover a visualização facilitada de um local ou atividade.

Também conhecido como mapa digital, esta ferramenta pode ser elaborada com diferentes finalidades, por exemplo para entender a distribuição demográfica em uma cidade, ter visibilidade do aumento de casos de doenças em determinada região, entre outras.

No caso específico da agricultura, esses mapas podem auxiliar no acompanhamento do desenvolvimento vegetativo da lavoura, a mensurar a qualidade das operações de plantio, pulverização e colheita, verificar a incidência de pragas e doenças e compreender diferentes ambientes de produção de uma mesma fazenda.

+ LEIA MAIS: Histórias de Sucesso - Ep. 1 | Laboratório a céu aberto com Climate FieldView™

 

Nova call to action

 

Tipos de mapas interativos

A digitalização dos mapas permite que estes recursos sejam utilizados de diversas formas, não apenas para localização espacial, mas para conhecer melhor as condições de um local.

Dessa forma, quem os utiliza pode compreender bem quais informações extrair e mais, que ações deverão ser realizadas, sendo as mesmas direcionadas por dados reais.

Cada mapa interativo pode ter características específicas, dependendo do seu objetivo. A Climate FieldView™, por exemplo, conta com funcionalidades que geram mapas que apoiam a gestão de sua fazenda.
Entenda mais como esses mapas funcionam!

Através de imagens de satélites e mapas gerados a partir delas é possível acompanhar o desenvolvimento vegetativo da lavoura, de forma visual.

A Climate FieldView™ disponibiliza 3 tipos de imagens: imagem real, mapa de vegetação e mapa de monitoramento. As duas últimas com índices de medição de reflectância próprio, o CCI (Climate Crop Index).

Três tipos de imagens disponibilizadas pela Climate FieldView

                  

Imagem Real - Diagnóstico FieldViewMapa de Vegetação - Diagnóstico FieldViewMapa de Monitoramento - Diagnóstico FiedlView

Imagem Real (à esq.): foto do satélite sem processamento para verificar a presença de nuvens; Mapa de Vegetação (ao centro): evidencia áreas de maior e menor desenvolvimento vegetativo e pode ser usado para comparar diferentes talhões da fazenda; Mapa de Monitoramento: ajuda a priorizar áreas com maior necessidade de monitoramento dentro de um mesmo talhão (à dir.) 

 

Dessa forma, quando alguma variabilidade na escala de cores do mapa for identificada, fica mais simples priorizar quais áreas precisam ser visitadas primeiro e quais necessitam de maior atenção ou manejos diferenciados, minimizando riscos, poupando tempo e recursos.

Alguns exemplos da aplicabilidade das imagens de satélite e mapas podem ser:

  • Análise de áreas de maior e menor desenvolvimento vegetativo
  • Verificação de manchas de solo recorrentes
  • Correlação com demais mapas e camadas de dados, como perfil de solo
  • Desempenho de testes implementados de materiais e produtos
  • Identificação de manchas que podem sugerir incidência de pragas ou doenças
  • Direcionamento de manejos em taxa variável de acordo com cada parte do talhão

Dessa forma, você consegue acompanhar de forma mais ampla a situação da produção, controlar problemas mais rapidamente e detectar quais ações podem ser empregadas para melhorar a produção de uma maneira muito mais rápida.

Para alimentar uma população que não para de crescer, produtores precisam obter melhores resultados a partir dos mesmos recursos disponíveis, o que parece ser uma tarefa extremamente desafiadora para o agronegócio.

Neste cenário, o ganho em eficiência operacional em todos os processos de uma fazenda, é uma das forças motrizes preponderantes para ajudar neste desafio.

O que vai de encontro à crescente adoção do uso de ferramentas digitais que proporcionam a otimização das atividades do campo.

Segundo pesquisa realizada em conjunto pela Embrapa, Sebrae e Inpe, 84% dos agricultores brasileiros já utilizam ao menos uma tecnologia digital como ferramenta de apoio na produção agrícola.

 

Comparação entre duas imagens do Diagnóstico FieldView de uma mesma área plantada com milho - Mapa de Vegetação x Mapa de MonitoramentoComparação entre duas imagens do Diagnóstico FieldView™ de uma mesma área plantada com milho: Mapa de Vegetação versus Mapa de Monitoramento 

 

Mapa de Produtividade gerado pelo FieldViewTM Drive  durante a colheita de um talhão de sojaMapa de Produtividade gerado pelo FieldViewTM Drive durante a colheita de um talhão de soja

 

Através de plataformas de agricultura digital, também é possível gerar mapas das operações com maquinários, como plantadeiras, pulverizadores e colheitadeiras. É isso que o dispositivo FieldView™ Drive faz, inclusive de forma offline.

Ao ser acoplado a porta CAM do maquinário, ele coleta, processa e armazena dados agronômicos gerados na operação.

Uma vez conectado ao iPad da cabine, que tenha o aplicativo FieldView™ Cab instalado, é possível verificar um mapa se formando na tela do tablet à medida que a máquina vai trabalhando, ou seja, em tempo real o mapeamento da operação é realizado.

 

Mapeamento da operação da colheitadeira no FieldView Cab

Mapeamento da operação da colheitadeira em área de soja realizado pelo FieldView Cab

 

Com isso o produtor tem à disposição e de forma visual, diferentes mapas como de velocidade, taxa de semeadura, produtividade, vazão, entre outros. O que contribui diretamente com a excelência operacional tão desejada.

Se porventura uma falha no percurso for identificada através dos dados gerados, é possível parar a operação e corrigir a rota. É a tecnologia poupando tempo, economizando insumos e minimizando impactos em produtividade.

Nova call to action

 

Vantagem de utilizar mapas interativos

As informações obtidas através desses mapas podem e devem ser acessadas pelo produtor, sempre que necessário e de acordo com o objetivo do momento. Dessa forma é possível dar atenção aos talhões críticos, sem negligenciar aspectos importantes.

Ao utilizar um mapa interativo, você pode economizar tempo e dinheiro, otimizar o uso de insumos, se antever a problemas e amenizar potenciais riscos de perda de produtividade.

Com esses dados em mãos, você consegue tomar decisões que vão ser específicas para cada tipo de cultivo, produto, solo e clima com os quais você convive. Dessa forma, você utiliza esses recursos de forma personalizada.

Tendo uma visualização mais completa, que cobre diferentes aspectos das condições da lavoura, as chances de sucesso aumentam.

Quanto maior o número de informações que você puder adquirir sobre o seu campo, melhor vai ser o desempenho dele, desde que você saiba quais técnicas utilizar a seu favor. Seja a partir do sensoriamento remoto ou outras maneiras mais robustas.

Com dados completos, é possível ter um panorama mais amplo a respeito do desenvolvimento do seu campo. Assim, fica muito mais fácil cuidar de todas as etapas com mais precisão.
Para saber qual é o plano que melhor atende às necessidades da sua área, acesse o site da Climate FieldView™, a plataforma de agricultura digital da Bayer.

 

+ Acompanhe mais sobre este assunto nos artigos: 

* A qualidade dos mapas de satélite aprimorada pelo uso da inteligência artificial

* Evolução da agricultura no Brasil: ciência de dados a serviço do produtor rural

* Software de gestão agrícola: tudo o que você precisa saber

* Quais os benefícios do uso de imagens de satélite na agricultura?

 

Quer ficar por dentro do que a agricultura digital pode fazer por você?

Nova call to action

Compartilhar:
Curtiu nosso conteúdo?