Qual é a importância do mapeamento na agricultura de precisão?

Por Equipe FieldView™

Dec 10, 2021

Diferentes tecnologias são aliadas do produtor na otimização da produção, como o mapeamento da lavoura. Esta ferramenta gera dados por meio de mapas, como de produtividade e de solo, permitindo tomar decisões assertivas na gestão da fazenda.

 

colheita milhoMáquina realiza a colheita do milho: a agricultura digital permite mapear a produtividade em cada metro quadrado da lavoura 

 

+ Sem tempo de ler o texto todo? Confira os principais destaques!

Cada vez mais, o agricultor percebe que suas decisões, ao longo da safra, devem ser embasadas em dados. Por isso, ganham força no campo as ferramentas da agricultura digital que, através de softwares, permitem mapear todas as operações realizadas na lavoura, do plantio à colheita. 

Já o mapeamento na agricultura de precisão consiste no uso de tecnologias que geram mapas capazes de fornecer informações sobre a lavoura e manejos que foram realizados, elaborando mapas de Fertilidade/Solo e de Colheita/Produtividade.

Ao analisar os dados dos diferentes mapas gerados no mapeamento dos talhões, o produtor tem condições de potencializar os resultados da safra ou planejar melhor o ciclo seguinte. 

Boa leitura!

 

+ + + 

A agricultura de precisão visa potencializar o resultado das práticas usadas na lavoura. Mas para que essa tecnologia possa ser aplicada com eficiência na área, o produtor precisa ter dados fidedignos em mãos.

Por isso, é importante contar com um “raio-x” completo do campo antes de tomar qualquer decisão. Apenas assim pode-se adotar manejos precisos, de acordo com a demanda de cada ponto do talhão. 

Esse mapa, com informações sobre o momento da lavoura e as operações realizadas, é gerado usando ferramentas digitais desenvolvidas pela agricultura 4.0

O mapeamento na agricultura de precisão simplifica a vida do produtor, que tem a possibilidade de aumentar a produtividade do campo e reduzir custos.  

Quer saber mais sobre esses e outros benefícios do mapeamento da lavoura? Fique com a gente!

+ LEIA MAIS: Mapa de produtividade e os benefícios da agricultura digital para a lavoura.

 

Plantadeira realiza a semeadura da área no início da safra

Plantadeira realiza a semeadura da área no início da safra: todos os dados da operação podem ser mapeados, como data e variedades usadas no plantio de cada talhão

 

O que é o mapeamento na agricultura de precisão?

O mapeamento na agricultura de precisão é gerado a partir dos dados coletados no campo. Assim, a AP faz um diagnóstico da lavoura, permitindo analisar a variabilidade e os fatores de produção da área.

Desta forma, o agricultor pode obter mapas de aplicação de insumos, como defensivos, fertilizantes e sementes, e com a dosagem e o local correto da aplicação.

A principal utilização da agricultura de precisão é no manejo do solo, constituindo-se numa importante ferramenta para a melhoria da fertilidade da área. 

A AP possibilita ao produtor fazer o mapeamento do solo, identificando a variabilidade de nutrientes em cada talhão da propriedade. 

Por meio da coleta de solo georreferenciada, é possível criar mapas de fertilidade química de toda a lavoura e, usando estes mapas, o produtor pode se planejar, em tempo hábil, para fazer uma adubação mais assertiva de cada talhão.

Desta forma, quando chega a safra, o agricultor terá como fazer a correção das deficiências e excessos de nutrientes, aumentando o potencial produtivo da cultura e sem desperdício de insumo.

Nova call to action

 

O mapeamento na Agricultura Digital

O Mapa de Fertilidade de Solo, gerado pela AP, é mais uma camada de dados que o agricultor pode utilizar para melhorar o gerenciamento de sua lavoura, juntamente com outros mapas que são gerados pela Agricultura Digital.

Por meio de diferentes softwares agrícolas, as tecnologias digitais realizam diferentes mapeamentos da lavoura, gerando inúmeros mapas que oferecem um diagnóstico ainda mais amplo sobre a lavoura e as operações que foram realizadas, como:

  • Mapa de Plantio, que identifica as variedades plantadas em cada talhão e a data da operação;
  • Mapa de Pulverização, que indica os defensivos aplicados nas diferentes regiões da lavoura e data da aplicação;
  • Registro da rota realizada durante as diferentes operações, sinalizando a velocidade adotada pelas máquinas em cada ação e a existência de possíveis obstáculos no trajeto, como pedras, árvores ou rios;
  • Mapa de Produtividade, que identifica, durante a colheita, a quantidade de grãos colhidos pela máquina em cada metro quadrado da lavoura e o nível de umidade destes grãos no momento da operação.

A propósito, o produtor pode correlacionar os mapas de solo, traçados pelo mapeamento na agricultura de precisão, com estes mapas da Agricultura Digital, ganhando um poder de análise e de decisão ainda maior sobre a lavoura. 

 

Pulverização da lavoura de soja

Pulverização da lavoura de soja

 

O mapeamento digital da lavoura permite decisões mais assertivas 

Do plantio à colheita, todas as operações no campo podem ser registradas pelo mapeamento. Durante o trabalho de cada máquina, diferentes dados podem ser gerados por softwares de agricultura digital e usados para a elaboração destes mapas. 

Os dados coletados nas operações são filtrados, processados e armazenados na plataforma digital. Desta forma, são gerados diferentes mapas, sendo que cada um comunica para o produtor um retrato específico da lavoura ou da operação naquele momento do mapeamento. 

Por exemplo, o Mapa de Plantio mostra as variedades que foram semeadas em cada talhão no dia do plantio da área e o Mapa de Produtividade apresenta a produção obtida em cada um destes talhões ao final da safra.

 

Durante a colheita da soja, máquina deposita os grãos no caminhão transbordo

Durante a colheita da soja, máquina deposita os grãos no caminhão transbordo: o Mapa de Produtividade informa se a oleaginosa está sendo colhida na umidade ideal

 

Para transmitir com eficiência para o produtor o resultado destas operações, o mapa é desenhado com diferentes colorações, que variam das mais claras para as mais escuras. 

Vamos citar o Mapa de Produtividade, em que as áreas mais escuras no mapa representam menor produtividade, e as mais claras demonstram onde se atingiu maior produtividade.

Todos esses dados gerados durante o mapeamento e apresentados ao produtor por meio de mapas podem contribuir para a tomada de decisões mais assertivas em diferentes momentos da safra.

+ CONFIRA: Mapas interativos da Agricultura Digital: tudo sobre esta cadeia colaborativa de dados

 

Mapeamento da operação da colheitadeira usando o FieldViewTM Cab  Mapeamento da operação da colheitadeira usando o FieldViewTM Cab

 

Qual a importância de um Mapa de Produtividade?

Especificamente os Mapas de Produtividade ou Mapas de Colheita são gerados a partir de sensores conectados nas colheitadeiras, que identificam trechos de alta ou baixa produção através do uso de softwares de agricultura digital. Assim, é possível identificar as áreas com maior ou menor produtividade durante o mapeamento.

Hoje, grande parte das máquinas agrícolas conseguem informar com precisão as áreas de maior cultivo e ainda monitorar os riscos de baixa produção, informando a quantidade de produto colhido em cada região do campo.

Como a produtividade da lavoura não é homogênea em toda a fazenda, o Mapa de Produtividade permite identificar a variabilidade de produção nos diferentes talhões.

 

Máquina realiza a colheita da soja

Máquina realiza a colheita da soja: durante a operação, é possível mapear a produtividade da cultura em cada região da fazenda

 

Este mapa permite não apenas compreender os resultados da colheita que chegou ao fim, como possibilita tomar melhores decisões para a safra seguinte

Isso porque, ao analisar o Mapa de Produtividade e compará-lo com outros mapeamentos realizados durante o ciclo (como Mapa de Plantio ou de Pulverização), o agricultor consegue fazer correlações, avaliando, por exemplo, a performance de diferentes variedades ou defensivos em relação à produtividade final de um talhão.

Também é possível analisar se outros fatores, como a data de plantio, as características de fertilidade ou a existência de uma reboleira de planta daninha, podem ter impactado a produtividade de determinado talhão.

 

Nova call to action

 

Como gerar um mapa de produtividade? 

O mapeamento da agricultura de precisão e da agricultura digital  é possível por meio da instalação de diferentes sensores na máquina. 

Dentre os softwares agrícolas disponíveis no mercado que permitem mapear as operações da lavoura, o produtor pode contar com a Climate FieldViewTM, que é a plataforma de agricultura digital da Bayer. 

É possível usar esta plataforma para fazer o mapeamento de diferentes momentos da safra, como plantio, pulverização e colheita. Para isto, o produtor deve acoplar ao seu maquinário o dispositivo FieldViewTM Drive, disponível no Plano Plus da plataforma. 

Desta forma, durante a colheita, o agricultor pode, ainda, obter mapas - em alta resolução e em tempo real - de produtividade, umidade, velocidade e data da operação.

O mapeamento agrícola é mais uma prova de que tecnologia e o campo são dois elementos que andam lado a lado. Que tal se tornar um produtor mais conectado?

+ QUER MAPEAR AS OPERAÇÕES NA LAVOURA? CONHEÇA O FIELDVIEWTM DRIVE

 

Mapa de Produtividade gerado pelo FieldViewTM Drive durante a colheita de um talhão de soja

Mapa de Produtividade gerado pelo FieldViewTM Drive durante a colheita de um talhão de soja

 

+ Acompanhe mais sobre este assunto nos artigos: 

* Produtividade do milho safrinha: ainda há espaço para melhorar?

* Qualidade de dados na agricultura digital: a garantia de análises mais assertivas

* Agricultura de precisão e maquinário agrícola avançam rápido

 

Quer ficar por dentro do que a agricultura digital pode fazer por você?

Nova call to action

Compartilhar:
Curtiu nosso conteúdo?