Produtividade de 78 scs/ha com manejo de cobertura em área de soja

Por Equipe FieldView™

May 03, 2021

Confira como sojicultor do Mato Grosso do Sul aumentou a produtividade da lavoura usando adubação verde e mensurando resultados com o apoio da agricultura digital

 

Lavoura de soja CAPA-1Na fazenda de Rafael Grimm, o uso de coberturas de solo ajudou a aumentar a produtividade da soja

 

Amamos uma história de sucesso! Ainda mais quando podemos contar como a agricultura digital tem apoiado produtores a alcançar melhores resultados!

No post de hoje, conheça a história do sojicultor Rafael Grimm, que atingiu uma produtividade impressionante de 78 sacas por hectare em uma área que tinha sido cultivada com Crotalária (Crotalária spectabilis) na entressafra, focando no manejo assertivo para o problema de nematóides. 

Em sua fazenda, situada em São Gabriel do Oeste, no Mato Grosso do Sul, Grimm utilizou da agricultura digital para mensurar o impacto das diferentes coberturas de solo que utilizou na área e permitiram elevar a produtividade da lavoura. 

Quer saber mais sobre esse caso de sucesso? Confira aqui!

 

+ CONFIRA: Como a agricultura digital pode ajudar na estimativa de produtividade da lavoura

 

crotalária spectabilisO plantio de Crotalaria aumentou a produtividade

Cobertura de inverno no manejo de nematóide

Antes de abordar o uso das tecnologias digitais para mensurar o resultado da adubação verde, vale conhecer o trabalho de Rafael Grimm para melhorar a produtividade da lavoura.

Grande desafio do agricultor, a proteção de cultivos contra daninhas, pragas e doenças é fundamental para o sucesso da safra. Na soja, por exemplo, o ataque de insetos ocorre da germinação à colheita, e causa danos consideráveis à rentabilidade.

Sabendo disso, Rafael Grimm tomou a decisão de plantar Nabo Forrageiro como cultura de inverno, na intenção de reduzir o impacto do nematoide de cisto (Heterodera glycine) e do Meloidogyne sobre a lavoura, além de aumentar a fixação de nitrogênio no solo. 

Mas o volume de sementes dessa cultura de cobertura não foi suficiente para preencher o talhão por completo. A fim de garantir que parte da área não ficasse descoberta, finalizou os 30 ha restantes com o plantio de Crotalária spectabilis.

 

Nabo forrageiro também foi usado na cobertura de solo

Mapeamento da operação de plantio

Temos falado aqui no nosso blog sobre como a agricultura digital pode trazer diversos benefícios para a gestão da sua fazenda, em todas as fases da lavoura. 

Nesse caso de implantação de culturas de coberturas, Rafael Grimm utilizou as funcionalidades da Climate FieldView™ - plataforma de agricultura digital da Bayer - desde o momento da semeadura da Crotalária e do Nabo forrageiro. 

Primeiro Grimm fez o mapeamento do plantio dessas duas culturas utilizando o dispositivo FieldViewTM Drive, que coletou e processou os dados da operação, gerando mapas e relatórios diversos.

Um deles é o Mapa de Plantio, que permitiu ao produtor identificar, exatamente, as partes do talhão em que as duas culturas de cobertura foram plantadas deixando visual a população de sementes utilizada, a data de plantio, qual máquina realizou o plantio, entre tantos outros dados.

+ FIQUE POR DENTRO: Quer mapear suas operações de plantio com FieldView™ Drive? Resgate de graça aqui

 

Mapa de Produtividade mensurou o resultado da colheita

Após a retirada da Crotalária e do Nabo forrageiro, Rafael Grimm fez o plantio de soja no talhão, utilizando novamente o FieldViewTM Drive para mapear a operação e gerar dados necessários para uma melhor gestão do campo.

Após um ótimo desenvolvimento vegetativo e reprodutivo da lavoura, chegou a hora da colheita! Será que as culturas de cobertura tiveram impacto na produtividade do talhão?

Para responder essa pergunta, o produtor, que também era compatível com FieldView™ em colheita, colocou o maquinário para rodar sabendo que os dados estariam em suas mãos em poucos segundos.

+ VEJA MAIS: Confira aqui todos os equipamentos compatíveis com FieldViewTM

Com um dos mapas gerados durante a operação, o Mapa de Produtividade, Rafael Grimm conseguiu mensurar, de maneira simples, o impacto das diferentes coberturas de solo na produtividade do talhão. 

E os resultados foram animadores. Confira!

 

Mapa de produtividade

Mapa de Produtividade do FieldViewTM Drive (crotalária plantada à esquerda)

 

Entenda como a Crotalária maximizou a produtividade, aumentando o ganho em R$ 31.200

Com os dados gerados sincronizados na conta FieldView™, e utilizando a funcionalidade de Análise de Produtividade, o produtor teve uma visão mais clara do talhão. 

Grimm pôde perceber que o plantio de Crotalária spectabilis maximizou a produtividade da soja, performando melhor em relação à área plantada com o Nabo forrageiro.

Na parte do talhão em que a Crotalária foi plantada como cultura de inverno (entressafra), a produção de soja atingiu 78 sc/ha. Já na área em que se plantou Nabo Forrageiro antes da oleaginosa, a produção foi de 62 sc/ha

Ao se calcular a produtividade, isso representou uma diferença de 16 sacas por hectare entre os dois manejos.

Essa diferença o produtor sentiu no bolso. Considerando que o preço médio de uma saca de soja era de R$ 65,00, o agricultor ganhou R$ 152.100 na parte do talhão que atingiu maior produtividade. 

Fazendo o cálculo por outro prisma, ele deixou de ganhar R$ 1.040,00/ha na área menos produtiva do talhão. 

E se o sojicultor tivesse plantado Nabo forrageiro também na área em que cultivou a Crotalária, teria obtido um ganho inferior de R$ 31.200

 

+ LEIA MAIS: Entenda como a agricultura digital pode alavancar um plantio de soja com qualidade

 

A agricultura digital apoia na maximização dos resultados

 

E a busca pelo aumento da produtividade continua!

Depois de comprovar, com o apoio da plataforma Fieldview™, o benefício da Crotalária para a produtividade da soja, Rafael Grimm trabalhou para continuar maximizando os ganhos dessa cultura de cobertura no talhão. 

E, claro, sempre mensurando os resultados com a agricultura digital.

Por isso, já no ano seguinte, ele aumentou sua produtividade de 78 para 81 sacas/ha, em média, no talhão cultivado com a Crotalária spectabilis

Isso foi possível porque ele usou dados do Mapa de Produtividade para ajustar a variedade de soja semeada na área, escolhendo aquelas que performam melhor de acordo com seu perfil de solo e manejo.

+ Conheça mais histórias sobre a família Grimm 

 

As ferramentas digitais sempre podem apoiar o produtor a melhorar o desempenho do campo, ao apoiá-lo nas decisões que toma ao longo da safra e visando os ciclos futuros.

Para você, que é apaixonado por agricultura, a campanha Histórias de Sucesso conta mais casos reais e incríveis de produtores que utilizam a agricultura digital como ferramenta para obter resultados cada vez mais surpreendentes. Confere lá!

Nova call to action

+ Quer ficar por dentro do que a agricultura digital pode fazer por você? 

Clique aqui!

Compartilhar:
Curtiu nosso conteúdo?