6 dicas para fazer a gestão de tempo na fazenda

Por Equipe FieldView™

Mar 23, 2022

O gestor agrícola pode usar diferentes estratégias e tecnologias para ganhar eficiência na administração da propriedade

 

Sojicultor usa o tablet para acompanhar o desenvolvimento da culturaSojicultor usa o tablet para acompanhar o desenvolvimento da cultura: ele pode contar com o apoio da agricultura digital para definir o momento certo de cada operação na lavoura

 

+ Sem tempo de ler o texto todo? Confira os principais destaques!

O sucesso no campo depende da capacidade do produtor em gerir todos os processos administrativos e operacionais que envolvem a atividade agrícola.

Por isso, não basta investir em máquinas modernas, sementes certificadas, entre outros recursos. O produtor tem que gerenciar seu tempo e de sua equipe de forma eficiente e realizar todas as suas atividades dentro do período correto.

Para isso, pode contar com o suporte tecnológico, como plataformas de agricultura digital, podendo melhorar a gestão do tempo e ganhar eficiência na execução e acompanhamento de diferentes processos (administrativos e agrícolas).

Quer uma sugestão? Conheça 6 dicas indispensáveis para otimizar a gestão do tempo na fazenda!

Boa leitura!

+++

 

A gestão da fazenda requer várias tarefas diárias. Apenas assim é possível realizar com assertividade diferentes manejos ao longo da safra, como preparo de solo, plantio, pulverização e colheita. Cada atividade tem o momento certo de ser realizada.

Mas os afazeres da fazenda vão além do campo. Incluem acompanhar processos administrativos, aplicar estratégias, analisar resultados, fazer compras, planejar, resolver problemas.

Embora intuição e experiência sejam importantes para um bom gestor, os recursos que facilitam a gestão de tempo na fazenda não devem ser ignorados. Além de usar diferentes técnicas, ele pode contar ainda com plataformas de agricultura digital para otimizar a gestão do tempo.

Assim, ganha eficiência na execução e no monitoramento das tarefas, tanto administrativas, como na lavoura. Mas quais são essas técnicas e como utilizá-las?

Para responder essa pergunta, vamos te apresentar os desafios da gestão de tempo na agricultura, a importância desse gerenciamento e 6 dicas práticas para gerenciar a fazenda de forma eficiente.

 

+ LEIA: Gestão rural: 3 pilares fundamentais para o sucesso na lavoura

 

Por que o produtor deve se preocupar com a gestão de tempo?

Independente da área do negócio, todo empreendimento precisa de um gerenciamento eficiente para alcançar bons resultados. No setor agrícola, essa máxima não é diferente.

Aplicando as dicas de administração do tempo na realidade da fazenda, o produtor rural ou o gestor da propriedade passam a ter maior consciência sobre o tempo necessário para realizar cada atividade.

Assim, é possível criar rotinas, reduzir o tempo necessário para resolver cada pendência, melhorar o planejamento das metas e o desempenho das equipes.

A adesão às boas práticas de gestão de tempo permite identificar problemas com antecedência, reduz erros e desperdícios, e ainda melhora o controle financeiro. Porém, para alcançar esses objetivos, é preciso superar os desafios da gestão.

 

Produtor acessa dados pelo tablet para programar a irrigação da lavouraProdutor acessa dados pelo tablet para programar a irrigação da lavoura: na agricultura, não realizar as operações no momento certo pode impactar o resultado da safra

 

Quais os desafios da administração de tempo na fazenda?

Uma gestão eficiente tem dois grandes desafios, que se destacam por conta da complexidade e do impacto que têm nos resultados da propriedade.

 

  • Registro de todos os resultados do negócio

A partir do momento que o gestor consegue registrar todos os custos da produção, fica mais fácil verificar a lucratividade das operações de venda. Também pode calcular se o preço de comercialização é capaz de cobrir as despesas da propriedade.

 

+ OUÇA NOSSO PODCAST: A tecnologia transformando também os profissionais no agro

 

  • Gestão dos funcionários que trabalham na fazenda

Para ter eficiência na gestão de pessoas, um ponto de partida é incentivar e investir no treinamento e capacitação dos profissionais. Um bom gestor deve ter capacidade de liderança, saber trabalhar em grupo e ser proativo.

Dessa forma, o administrador cria um canal de comunicação eficiente com a equipe, escuta os feedbacks dos trabalhadores e consegue identificar mais facilmente os problemas da lavoura.

Uma boa gestão de pessoas permite adotar planos de desenvolvimento dos funcionários, acompanhar a produtividade de cada um e definir o melhor perfil de colaborador para ocupar cada função.

 

Equipamento faz a colheita da sojaEquipamento faz a colheita da soja: tecnologia digital acoplada à máquina permite mapear todas as operações, gerando dados que irão nortear as estratégias do gestor agrícola

 

Como fazer gestão de tempo na fazenda?

Mapeamento e análise de dados, organização de tarefas e investimento em tecnologia são apenas algumas das atividades que devem ser realizadas por um bom administrador.

Para facilitar o entendimento de cada uma dessas etapas, compartilhamos 6 dicas para gestão de tempo na fazenda. Confira!

 

1. Mapeie todas as atividades realizadas na fazenda

É impossível gerenciar aquilo que não se conhece. Por esse motivo, o primeiro passo para uma gestão eficiente é fazer o mapeamento de todas as atividades, operações e pendências da propriedade rural, tanto na área administrativa, como no campo.

Para isso, é fundamental anotar as informações de forma detalhada, descrevendo até mesmo as pequenas ações realizadas durante a execução das atividades. Para ajudar, uma boa pedida pode ser usar softwares específicos para essa tarefa.

- Registre as grandes operações e depois detalhe os pequenos procedimentos realizados em cada uma delas.

- Registre os profissionais responsáveis por cada ação e setor.

- Reúna todos os dados em uma planilha, depois que o mapeamento é concluído.

Caso tenham sido identificados erros no processo, o gestor tem a oportunidade de orientar o profissional responsável para que não ocorram novos problemas.

 

Nova call to action

 

2. Defina prioridades

O próximo passo é analisar os dados do mapeamento e categorizar as atividades pendentes de acordo com a prioridade. Essa classificação pode ser realizada de várias formas.

- Divida as tarefas segundo o período de execução, por exemplo: diariamente, mensalmente, no início da safra, após a colheita etc.

- Essa classificação por prioridade deve levar em consideração o tipo de atividade agrícola realizada na fazenda: se o produtor investe, por exemplo, na produção de grãos, cana-de-açúcar, fruticultura ou na criação de animais.

- Defina as prioridades em cada atividade agrícola, que devem considerar, por exemplo, fatores como o momento da safra, condições climáticas, identificação de problemas fitossanitários, como doenças ou pragas etc.

 

Motorista pilota a colheitadeira em operação no campoMotorista pilota a colheitadeira em operação no campo: as diferentes tarefas da fazenda devem ser classificadas segundo a prioridade e o período de execução

 

3. Classifique as tarefas de acordo com os níveis de prioridade

É importante que o gestor estabeleça níveis de prioridade para a realização das atividades. Para isso, pode seguir os princípios da Matriz de Eisenhower, que é uma matriz de gerenciamento de tempo utilizada para organizar a rotina de empresas.

- Importante e urgente: tarefas que exigem uma resposta rápida num prazo curto e próximo de ser concluído, tais como manejo de pragas e doenças, manutenção de máquinas etc;

- Importante e não urgente: tarefas que exigem um planejamento para serem executadas e que têm impacto a curto, médio e longo prazo. Por exemplo: planejamento do plantio, escolha e compra de insumos, treinamento de funcionários;

- Não importante e urgente: tarefas que devem ser realizadas, mas que não são importantes o bastante para serem concluídas com rapidez. Também podem ser delegadas para outros funcionários, como telefonemas, participar de reuniões etc.

- Não importante e não urgente: tarefas consideradas apenas distrações, que podem ser ignoradas e evitadas sem impactar no desenvolvimento do trabalho na fazenda. Por exemplo: participação em eventos, envolvimento em atividades sociais etc.

 

+ ASSISTA NA TV FIELDVIEW™: Gestão e colaboração na agricultura

 

4. Siga uma rotina

Um bom gestor também deve ser capaz de criar uma rotina de trabalho eficiente. Para isso, pode criar um cronograma de atividades que facilite a visualização de todas as tarefas pendentes.

Esse cronograma deve ser organizado de acordo com o nível de prioridade de cada atividade e com o tempo estimado para cada tarefa.

Ao estabelecer os dias e horários no cronograma, é preciso estar atento a questões como planejamento agronômico adotado para aquela safra, disponibilidade de maquinário na data específica, melhor horário para realizar uma operação etc.

Também é importante verificar a necessidade de ajustes no manejo da lavoura em relação ao que foi planejado por conta de problemas inesperados, como infestação de pragas, registro de incêndio em área da fazenda, excesso de chuvas etc.

A eficácia do cronograma depende do comprometimento do gestor em seguir o planejamento estratégico da safra, de uma organização de tempo viável para executar cada tarefa e da existência de períodos reservados para imprevistos.

 

+ SAIBA MAIS sobre Planejamento Agrícola no podcast do FieldView

 

5. Comunique-se com clareza

O sucesso da produção agrícola também depende do trabalho sincronizado de uma equipe de profissionais. Para isso, o gestor não pode administrar a propriedade sem se comunicar bem com os demais trabalhadores.

A execução de muitas tarefas dentro do prazo estipulado depende do trabalho de terceiros. Por isso, um bom gestor deve saber compartilhar os planos com a equipe, trocar informações e se comunicar com clareza sobre o serviço que será executado.

Dessa forma, é possível que as demandas pendentes sejam resolvidas da melhor maneira e no período de tempo estipulado no cronograma.

 

Gestor agrícola analisa dados visualizados pelo tablet para tomar diferentes decisões no dia a dia da fazendaGestor agrícola analisa dados visualizados pelo tablet para tomar diferentes decisões no dia a dia da fazenda

 

6. Invista num bom software de gestão agrícola

O uso de softwares de gestão agrícola tem transformado a realidade do campo.

Por conta dessa ferramenta, é possível acompanhar o deslocamento das máquinas em tempo real, antecipar a identificação de problemas, criar e analisar mapas, entre outras atividades.

E os mesmos recursos utilizados nessas ações também ajudam a melhorar a gestão de tempo na fazenda.

Para analisar todas as informações citadas acima de maneira integrada, o agricultor pode contar com softwares de gestão de fazendas como o Aegro.

Esse tipo de ferramenta facilita a tomadas de decisões porque une a rotina do campo à gestão financeira, mostrando como cada variável impacta os resultados da fazenda.

 

+ CONFIRA NO PODCAST FIELDVIEW™: Como a integração de plataformas digitais potencializa a produtividade no campo?

 

Com o Aegro, o produtor controla desde o planejamento da safra até a venda da produção, e consegue até mesmo se conectar com plataformas de agricultura digital para ter acesso prático aos dados das suas máquinas.

E o melhor é que a Aegro integra a Climate FieldView™, que é a plataforma de agricultura digital da Bayer.

Isso permite que esse software de gestão acesse grande riqueza de dados sobre o campo e, assim, possa apoiar o produtor com assertividade na gestão da fazenda.

 

 + Acompanhe mais sobre este assunto nos artigos:

 

Quer ficar por dentro do que a agricultura digital pode fazer por você?

Nova call to action

Compartilhar:
Curtiu nosso conteúdo?